Psicóloga em Londrina – Mariana Fiori Nanuzzi Stacieski

Psicoterapia Londrina

Se você está buscando por psicoterapia em Londrina, vale muito a pena entender um pouco mais sobre o que é psicoterapia, quando você deve marcar uma sessão, qual é o papel do psicólogo e tudo que envolve um processo terapêutico.

Ir a um psicólogo, fazer psicoterapia, é antes de tudo estar pronto para enfrentar suas dificuldades pessoais e melhorar sua forma de ver as coisas, de senti-las e agir.

É também se engajar em um processo de mudança enriquecedor e é bom dizer de antemão que é necessário muito comprometimento.

Não existe uma receita mágica na psicoterapia, nenhuma solução pronta que possa ser aplicada imediatamente sem esforço. É um longo caminho a ser percorrido e, na maioria das vezes, os resultados são bastante satisfatórios.

Por isso que preparei esse texto para você, onde você vai saber tudo sobre psicoterapia e por que é importante buscar ajuda.

O que é psicoterapia?

A psicoterapia nada mais é do que um tratamento psicológico e tem como objetivo provocar mudanças de atitudes, comportamentos, maneiras de pensar ou de agir de uma pessoa.

Dessa forma, faz com que a pessoa se sinta melhor, encontre respostas a seus questionamentos, resolva seus problemas ou dificuldades, melhor se compreenda e tenha mais qualidade de vida.

o que é psicoterapia em londrina

Quando é hora de buscar uma psicoterapia?

Algumas situações na vida são comuns e todas as pessoas passam: angústia, tristeza, decepção, luto, ansiedade, são alguns exemplos.

E quando o sofrimento começa a interferir na qualidade da vida da pessoa, essa é a hora de buscar uma psicoterapia.

Mas sabe o que acontece? Muitas pessoas ainda ficam preocupadas com o que os outros vão pensar, além de não se sentirem muito confortáveis em falar se sua intimidade com uma pessoa estranha.

Além disso, existem casos em que as pessoas só se dão conta que a ajuda é necessária quando a situação já agravou e que não estão conseguindo lidar com aquele problema ou situação sozinhas.

Se esse for o seu caso, é preciso que entenda que o psicólogo é um profissional habilitado para ajudar as pessoas. E em nenhum momento, vai fazer pré-julgamentos sobre os seus comportamentos e atitudes.

E como você vai ver mais adiante, tudo que é falado dentro da sala, é mantido ali, ou seja, há o sigilo profissional.

Vale ressaltar aqui que guardar todo o sofrimento e angústia para você não é o melhor caminho.

E quanto antes você buscar ajuda melhor. Ao longo das sessões, você pode passar a ver o seu problema de outra maneira e paralelo a isso, pode melhorar seu autoconhecimento, sua autoestima e autoconfiança.

Quais os motivos para buscar ajuda da psicoterapia em Londrina

É praticamente impossível listar todos os motivos e problemas para buscar ajuda de psicoterapia, mas se você não deseja mais viver em sofrimento é de suma importância buscar a ajuda de um profissional capacitado para ajudá-lo.

Veja os principais motivos para pedir ajuda:

  • 1. Descontrole emocional

É perfeitamente normal perdermos o controle das nossas emoções em determinadas situações, como a perda de um ente querido, o fim de uma relação amorosa, a demissão do trabalho, término de um relacionamento, dentre outros motivos.

O ponto está quando esse descontrole emocional passa a persistir e inclusive, aumentar diante de situações banais.

Muitas vezes você nem percebe o quanto está irritado e o por quê  está se sentindo assim.

  • 2. Desmotivação e falta de interesse

De repente você perdeu o interesse por coisas que antes lhe davam prazer ou está em um nível de desmotivação que nem deseja mais ir ao trabalho ou mesmo sair de casa.

É importante avaliar o que está acontecendo porque provavelmente isso pode estar afetando seu desempenho no trabalho, seu relacionamento social e familiar.

  • 3. Dificuldade de lidar com o passado ou sentimento de culpa

Quando a pessoa tem um sentimento de culpa ou vive preso ao passado, isso é um entrave para que siga sua vida.

E com a psicoterapia não só questões do passado podem ser trabalhadas, como também questões do momento presente para que a pessoa consiga viver sua vida com mais qualidade e possa fazer escolhas mais conscientes que as deixe mais feliz e satisfeita.

  • 4. Busca de autoconhecimento

Através da psicoterapia, a pessoa aprende a se conhecer e muitas vezes, fica surpresa, pois durante o processo pode descobrir gostos e interesses antes não explorados, assim como aptidões podem ser aprimoradas. Tanto as suas dificuldades, isto é, os seus déficts de repertório podem ser trabalhados, quanto suas potencialidades, isto é, suas reservas comportamentais podem ser desenvolvidas.

E à medida que a pessoa desenvolve o autoconhecimento, consegue lidar melhor com suas emoções e com seu comportamento, e, por consequência, enfrenta com muito mais facilidade os desafios em todas as áreas da sua vida.

  • 5. Ansiedade

Hoje em dia, as pessoas apresentam níveis de ansiedade e estresse bem altos, mas quando isso está afetando seu desempenho no dia a dia, é o momento de buscar ajuda.

O psicólogo ajuda o cliente a identificar não só os motivos de sua ansiedade, mas o mais importante, como lidar com ela, já que a ansiedade um sentimento inevitável e faz parte da vida de todos nós.

  • 6. Dificuldades em relacionamentos

Relacionar-se não é uma tarefa simples. É muito comum as pessoas procurarem psicoterapia por problemas em um relacionamento amoroso, ou após o término de um relacionamento. Mas há quem procure terapia por problemas de relacionamento com familiares, como pai, mãe e irmãos e até mesmo por dificuldades com pessoas não tão próximas, como chefes ou colegas de trabalho.

A psicoterapia pode ajudar a pessoa a desenvolver habilidades para conseguir se relacionar melhor, expressar o que pensa e sente, conseguir colocar limites e ser uma pessoa mais assertiva. Os maiores conflitos nos relacionamentos se dão por falta de comunicação ou por uma comunicação inadequada.

  • 7. Luto

Perder alguém que se ama nunca é fácil. Cada pessoa lida com a perda de um jeito, uns se isolam, outros trabalham mais, outros tentam sair e se distrair o tempo todo, uns evitam falar sobre o assunto para tentar evitar de entrar em contato com a tristeza, como se fosse possível esquecer.

O psicólogo pode ajudar a pessoa a vivenciar esse luto a acolhendo, respeitando o seu momento, mas ao mesmo tempo dando todo o suporte necessário para a pessoa conseguir seguir em frente.

  • 8. Estresse pós-traumático

O transtorno do estresse pós-traumático (TEPT) se enquadra em um distúrbio da ansiedade e caracteriza-se por um conjunto de sinais e sintomas físicos, psíquicos e emocionais. Ele ocorre após uma pessoa ter sido vítima ou testemunha de situações traumáticas, atos violentos que podem ter ameaçado a sua vida ou de terceiros. Quando a pessoa lembra do que ocorreu, ela revive o episódio, como se estivesse acontecendo naquele momento e sente a mesma sensação de dor e sofrimento que o agente estressor provocou.

Em torno de 15 a 20% das pessoas que estiveram de alguma forma expostas a situações de agressão, assalto, tortura, abuso sexual, violência urbana, sequestros, acidentes, catástrofes naturais ou provocadas, podem desenvolver esse tipo de transtorno. Mas a grande maioria, só procura por ajuda em torno de dois anos depois das primeiras crises.

  • 9. Depressão

A depressão afeta 322 milhões de pessoas no mundo, (4,4% da população) segundo dados divulgados pela OMS (Organização Mundial da Saúde) referente a 2015.  É uma doença grave e que pode ser tratada com psicoterapia, além da psicoterapia é indicado o uso de antidepressivos, porém apenas o psiquiatra pode prescrevê-los. Quais os sintomas de uma pessoa deprimida? 

  • Humor deprimido, tristeza intensa, choro fácil sensação de vazio
  • Pessimismo, falta de esperança
  • Irritabilidade
  • Perda de interesse por atividades antes consideradas prazerosas pela pessoa
  • Sentimento de culpa e autocrítica excessiva
  • Sentimentos de inutilidade
  • Incapacidade de tomar decisões (por mais simples que sejam)
  • Perda de energia e motivação
  • Cansaço Constante
  • Agitação intensa ou lentidão
  • Concentração e memorização reduzidas
  • Baixa autoestima
  • Sono perturbado (em alguns casos insônia em outros hipersonia)
  • Apetite alterado (perda do apetite ou aumento do apetite)
  • Falta de desejo sexual
  • Isolamento
  • Dores inexplicáveis pelo corpo e dores de cabeça
  • Em casos mais graves: ideias suicidas ou desejo de morrer.

Se apresentar 4 ou mais desses sintomas acima, durante a maior parte do tempo por no mínimo de duas semanas, procure um profissional.

  • 10. Não saber lidar com as mudanças associadas às fases da vida

Não é todo mundo que passa com facilidade pelas fases da vida e às vezes, a dificuldade de adaptação a uma nova fase e a mudanças pode trazer sofrimento com o qual a pessoa não saiba como lidar.

Toda fase de transição requer um processo de adaptação, há pessoas que passam por esse processo com mais facilidade e há outras que encaram essas fases com grande sofrimento. Exemplo de períodos de transição, transição da infância para adolescência e da adolescência para fase adulta, a entrada na faculdade, a saída da faculdade para o mercado de trabalho, a maternidade, a aposentadoria, dentre outras.

E a psicoterapia pode ajudar a pessoa a enfrentar e a lidar melhor com essa transição.

  • 11. Timidez

Não tem problema alguma uma pessoa ser tímida, mas quando a pessoa não consegue expor suas ideias ou falar o que está sentindo, isso muitas vezes pode afetar sua vida pessoal e profissional. Muitas vezes na sua história de vida, situações em que ela podia dar sua opinião, esse comportamento não foi valorizado, e pode ter sido até punido, seja no ambiente familiar, como, por exemplo, pais muito rígidos ou até mesmo no ambiente escolar, em que os colegas tiravam sarro do que ela falava. Com isso a pessoa pode ter aprendido que ficar quieta é sempre a melhor opção. A psicoterapia pode ajudá-la a se expor mais, e a partir do momento que a pessoa começa a se expor, ela pode começar a ver as vantagens de dar sua opinião, de impor alguns limites, e de se expressar, fortalecendo sua auto-estima e tendo mais controle e autonomia de suas relações e sua vida.

  • 12. Fobias

A fobia é um medo excessivo diante de um objeto ou situação que não oferece qualquer perigo. As pessoas consideradas fóbicas sentem muito medo e passam a evitar lugares, pessoas e determinados ambientes ou situações para que não se exponham ao perigo. Quando são expostas a situação ou objeto que causa a fobia, essas pessoas sentem vários sintomas físicos de ansiedade como taquicardia, tremedeira, falta de ar e até ataques de pânico.

Seguem alguns exemplos de Fobias:
-Claustrofobia: medo de lugares fechados
– Acrofobia: medo de altura
– Fobia Social: medo de pessoas e da exposição
– Monofobia: medo de ficar sozinho
– Zoofobia: medo de animais
– Nictofobia: medo da noite ou do escuro

psicoterapia em londrina homem precisando da ajuda de uma psicóloga

Como funciona a sessão de psicoterapia em Londrina? Quanto tempo dura?

A psicoterapia consiste em você encontrar o psicólogo em uma sessão particular no consultório, durante um tempo determinado, geralmente com duração de 50 minutos, uma vez por semana. Ao longo do processo, essas sessões podem ficar mais espaçadas, acontecendo a cada quinze dias, até que o cliente tenha alta.

Muitas pessoas acham que conversar com o psicólogo é mesma coisa que conversar com um amigo, mas não se trata de uma conversa movida pelo prazer do encontro entre duas pessoas, mas as trocas entre psicólogo e cliente são orientadas e têm objetivos bem precisos.

Mas, na grande maioria das psicoterapias, o psicólogo intervém: faz perguntas, comenta o que você acabou de dizer, ajuda você a expressar seus sentimentos, emoções e a relatar os acontecimentos da sua vida.

O que acontece na primeira sessão com o psicólogo?

Há diversas abordagens teóricas dentro da psicologia, mas independente da linha teórica, o psicólogo vai querer saber o motivo pelo qual você foi procurá-lo e você vai falar. E lembrando mais uma vez, o psicólogo não está lá para fazer qualquer pré-julgamento ou mesmo falar se você está certo ou errado.

Nesse primeiro momento, o intuito é deixar o cliente falar qual motivo fez com que ele pensasse em procurar terapia. Lembrando que a empatia estabelecida entre psicólogo/cliente é um bom sinal de que existe uma boa comunicação entre eles.

Na primeira sessão também será combinado a frequência de sessões, os horários, questões como pagamento, etc. É como um “contrato” acordado entre as partes.

O processo de psicoterapia é longo?

O que você precisa ter bem claro que a psicoterapia é um processo de mudança. Nós sabemos que mudar comportamentos, não é algo fácil e que se consegue da noite para o dia.

Não tem como definir um prazo certo, pois depende de cada caso. Mas uma coisa é certa, você não vai atingir seus objetivos em uma ou duas sessões. Por outro lado, não necessariamente você precisará fazer muitos anos de terapia.

E quais os fatores que influenciam na duração da psicoterapia?

A gravidade dos problemas, os objetivos a serem alcançados, e o comprometimento e engajamento do cliente com a terapia.

Quando parar a psicoterapia?

Não existe uma regra a esse respeito. Na verdade, você pode parar a sua psicoterapia a qualquer momento, mas não é o ideal, se parar por conta própria, pode ser que ainda não tenha conseguido resolver o problema que lhe trouxe a terapia.

O psicólogo pode dar alta ao cliente quando identificar que o cliente está pronto para isso. Mas via de regra, o término da psicoterapia se decide em comum acordo entre cliente e psicoterapeuta.

É válido conversar com amigos e familiares?

É claro que é muito bom você desabafar com seus amigos e familiares, mas tudo vai depender do que você está sentindo.

Todas as pessoas podem viver momentos em suas vidas que sejam mais difíceis de superar e muitos deles, os amigos ou a família não conseguem ajudar.

E aí nesse caso, o melhor a fazer é contar com a ajuda de um profissional.

O psicólogo estudou para isso, ou seja, ele tem uma percepção muito mais apurada e conhecimento para ajudar em questões mais complexas que um amigo, que até por estar envolvido emocionalmente, não é capaz de ajudar.

O que o psicólogo faz na psicoterapia em Londrina?

Antes de mais nada, saiba que um psicólogo é o profissional especialista do comportamento, das emoções e da saúde mental.

Sua formação lhe permite compreender o comportamento humano e de conhecer as melhores formas de ajudar seus clientes a resolver suas dificuldades.

Quando você for consultá-lo pela primeira vez, provavelmente você vai dizer o motivo pelo qual foi procurá-lo. E com base no seu relato, ao longo das sessões o psicólogo vai conduzir a psicoterapia na direção apropriada ao seu caso.

O psicólogo pode te ajudar a falar sobre seus sentimentos e pensamentos, a mudar comportamentos, a se compreender e também se conhecer melhor.

O psicólogo pode identificar tanto quais são os déficits de repertório do cliente a serem trabalhados, quanto quais são suas potencialidades a serem mais exploradas.

Como funciona o sigilo profissional?

O código de ética da Psicologia diz que o profissional deve respeitar o sigilo para proteger, através da confidencialidade, a intimidade das pessoas.

Na relação que se estabelece entre psicólogo e cliente, o sigilo é fundamental para que o cliente possa conversar sobre sua intimidade tendo a tranquilidade e certeza de que será respeitado quanto à questão da confidencialidade. O cliente tem que se sentir confortável para falar sobre sua vida, e para isso, ele precisa sentir que está em um lugar seguro, e que ele pode falar sobre o que quiser, sem a preocupação de que essa conversa irá sair dali. O psicólogo deve transmitir essa segurança.

Então, se você está buscando uma psicoterapia em Londrina, e está com receio de que o psicólogo revele o que você falou para alguém, pode ficar totalmente despreocupado.

Como acabou de ver, existe o sigilo profissional que deve ser seguido à risca.

Saiba mais sobre atribuições de uma Psicóloga.

Quais os benefícios da psicoterapia?

A psicoterapia quando bem conduzida, principalmente orientada por um profissional capacitado, tem grandes chances de dar bons resultados.

É claro que os benefícios e resultados variam de caso a caso, principalmente porque as pessoas são diferentes e têm demandas diferentes. Até mesmo podem apresentar situações semelhantes, mas o andamento do processo terapêutico não será o mesmo.

Um dos maiores benefícios da psicoterapia é que os efeitos não são apenas naquele ponto específico, mas na pessoa como um todo. Isto é, a pessoa pode procurar a terapia por um motivo específico, mas ao longo do processo, o psicólogo poderá identificar outras questões a serem trabalhadas não relacionadas com a queixa do cliente, mas que podem estar afetando a sua vida e lhe causando sofrimento. Porém muitas vezes o cliente não consegue perceber sozinho, e com a ajuda do psicólogo, tem a oportunidade de trabalhar essas questões e também se conhecer melhor.

Conheça os efeitos da psicoterapia a longo prazo

Agora que você já viu como a psicoterapia pode ajudar, confira alguns dos efeitos a longo prazo:

  • Melhora da autoestima e autoconfiança;
  • Desenvolvimento de uma comunicação mais assertiva.
  • Melhora nos relacionamentos
  • Autocontrole
  • Autoconhecimento

É importante você ter a consciência que o processo pode demorar um pouco mais e não coloque muitas expectativas que tudo vai se resolver rápido. É frequente algumas pessoas não perceberem os resultados e abandonarem a psicoterapia. Se você confia em seu psicólogo e se sente a vontade com ele, tente insistir um pouco mais, você poderá colher os resultados.

Psicólogo pode prescrever remédio?

Não, o psicólogo não pode prescrever remédios, isso cabe ao psiquiatra, pois é formado em Medicina.

Alguns psicólogos trabalham em conjunto com psiquiatras, sempre visando melhorar a condição do paciente.

Mas por que ele não pode? Principalmente porque alguns medicamentos causam efeitos colaterais e apenas um profissional habilitado em Medicina está habilitado e preparado para lidar com qualquer intercorrência.

E caso você esteja buscando um psicólogo para lhe receitar remédios, infelizmente isso não é possível.

Hoje, muitas pessoas procuram resolver seus problemas de uma forma mais rápida e acreditam que basta tomar um remédio que como num passe de mágica, todos os seus problemas irão desaparecer. Infelizmente não é tão simples assim, e muitas vezes somente o remédio de forma isolada, pode não trazer resultados. Nem todo caso é necessário o uso de medicação, em alguns casos o remédio aliado com a psicoterapia pode trazer excelentes resultados, e em alguns casos somente a psicoterapia, pode ser eficaz.

Como escolher um psicoterapeuta?

Se você está pensando em fazer psicoterapia, veja aqui algumas dicas para lhe ajudar na escolha de um bom profissional e tirar o máximo de benefícios:

Peça indicações a pessoas que você confia, e verifique se o psicoterapeuta é registrado no Conselho de Psicologia;

Caso não tenha nenhuma indicação, atualmente é muito comum procurar profissionais pela internet, visite mais de um site, leia sobre os profissionais, até fazer a sua escolha.

Avalie já na primeira sessão como você se sentiu em conversar com esse profissional, por mais difícil que tenha sido para você falar com uma pessoa que você nunca viu antes, você se sentiu acolhido? E dentro do possível se sentiu confortável?.Caso contrário, não tem problema algum em procurar um outro profissional;

Em relação à abordagem teórica utilizada, na verdade, não é essencial que você conheça, mas o mais importante é a afinidade que você sentirá com o terapeuta na primeira sessão.

Um outro ponto é quanto à localização do consultório, pois se for um local de difícil acesso ou muito longe para você, ao longo do processo pode ser um fator que te desmotive a dar continuidade à terapia.

A relação entre o paciente e a psicóloga

É muito importante que haja uma aliança terapêutica entre o cliente e o psicólogo, onde essa aliança se baseia nos seguintes aspectos:

  • O paciente e o psicólogo compreendem sobre seus papéis;
  • Os objetivos da psicoterapia são claros, bem entendidos e aprovados pelas duas partes;
  • A ligação é baseada na confiança, engajamento, aceitação, assim como uma grande empatia.

Já está mais do que comprovado que a relação de confiança é essencial para o sucesso de toda psicoterapia. E quanto mais forte for essa aliança, melhores serão os resultados.

Sobre essa relação se constrói a possibilidade para pessoa de falar profundamente sobre seu sofrimento e suas dificuldades.

É possível o atendimento psicológico online?

Essa é uma dúvida e muitas pessoas querem saber se é possível o atendimento psicológico online.

Então, o Conselho Federal de Psicologia, até mesmo para acompanhar os avanços da tecnologia, permite agora que os psicólogos realizem atendimento online.

E isso tem beneficiado milhares de pessoas, pois nem sempre tinham acesso aos tratamentos. Mas segundo alguns profissionais, a plataforma digital ajuda sim, mas não substitui o contato pessoal.

O atendimento online pode ser muito útil para aquelas pessoas que não encontram um psicólogo onde moram, viajam muito, estão impossibilitados de sair de casa ou até mesmo para aqueles clientes que se mudam de cidade e não querem interromper seu processo psicoterapêutico.

Vale a pena buscar por psicoterapia em Londrina?

Você já deve ter percebido que a palavra psicoterapia ainda é muito estigmatizada, mas procurar por um psicoterapeuta deveria ser a mesma coisa do que marcar uma consulta com um médico.

Apesar disso vir mudando ao longo dos anos, muitas pessoas ainda tem um certo preconceito de que só procura um psicólogo quem tem algum transtorno mental grave, mas fazer psicoterapia é um meio bastante eficaz para trabalhar sobre os problemas do dia a dia que muitas vezes geram um estado de estresse recorrente.

Uma outra coisa que pode até parecer meio clichê, mas ter uma boa saúde não se trata apenas da saúde física. É essencial cuidar do seu psicológico. E se você puder prevenir, só terá benefícios.

A psicoterapia vai permitir a você discernir os obstáculos presentes na sua vida e a identificar as mudanças necessárias para superá-los.

Se você está sentindo que está precisando de uma ajuda profissional, não adie mais e não hesite em buscar uma psicóloga em Londrina.

× Chat Whats
1
Olá, Seja bem-vindo(a)!
Caso queira falar comigo via whatsapp é só clicar aqui.
Powered by